All for Joomla All for Webmasters

Desafiando o corpo ou a mente?

A escalada sempre me trouxe muitos desafios e ainda me proporciona vários, porém encontrei no ciclismo algo diferente, um desafio, um esporte, um treino que eu posso ser mais independente, não que um amigo para treinar, incentivar, dividir conhecimento não faça falta, mas é diferente, hoje temos muitos escaladores que complementam o treino com outros esportes e acabam se dedicando da mesma forma.

A bike retornou na minha vida em 2013, aos poucos fui me dedicando e conhecendo cada vez mais o esporte. Eu já fiz trilha, pedalei na ciclo faixa, mas a estrada é o que mais me fascina.

 Balões no inicio da prova. Foto: Fabio Kassai

O Audax é um prova da estrada onde o ciclista precisa ser totalmente autônomo durante a prova e só pode obter ajuda durante os PC (posto de controle), a primeira distância são 200km, depois 300km, 400km, 600km e vai kilometros por aí! Cada prova tem um tempo máximo para fazer a cada PC também tem um tempo limite para chegar, então não basta apenas pedalar os 200km é preciso ficar atento ao fechamento do PC’s. A cada prova concluída o ciclista fica habilitado para fazer a próxima distância, é o mesmo modelo francês.

Bom a minha prova foi marcada por uma série de erros, erros que quase arruinaram minha pedalada, o primeiro deles foi não ficar atento ao desgaste do taco da sapatilha, no último treino eu senti que a sapatilha estava soltando facilmente e no dia prova ela simplesmente não clipava mais... eu fiz o primeiro PC (60KM) apenas com o pé esquerdo clipado, então minha cadência ficou totalmente errada e me levou a forçar todo o lado o esquerdo... na largada, naquele desespero total rs eu pedi ajuda para a Josianne Momberg e ela conseguiu comprar um jogo de taco na cidade e me entregou no primeiro PC (ela me salvou).  

Agora vamos para o segundo erro, o segundo PC era o que tinha a pior altimetria e ao pegar a primeira subida que eu precisei usar a marcha mais leve do cassete, bum, a marcha ou pulava ou a corrente saía..... ou seja eu não tinha a marcha mais leve para subir, nesse ponto eu acabei me distanciando da Adriana Sousa e Sandro Consolo, como eu fazia muita força para subir eu me poupava bastante nas subidas, cheguei alguns minutos depois deles no segundo PC.

O terceiro PC foi o pior, o sol estava muito, mas muito forte, bateu 45 graus de sensação térmica. Como eu já estava de olho nas subidas da volta, eu marquei que no km 121 teria uma grande subida e resolvi fazer uma pausa em um dos poucos lugares com sombra e teve outros ciclistas que também pararam ali rs mas quando chegou na subida eu não aguentei e tive que subir empurrando... foi o primeiro ponto que eu achava que não iria aguentar mais... retomando ao pedal, quase chegando no 3º PC, avistei um ciclista sentando com a roda na mão e mesmo sem pedir ajuda, eu parei, ele estava com dificuldade para trocar a câmara, perguntei se ele sabia trocar, ele respondeu +ou- rs, eu ajudei ele rapidinho e voltei para a prova... cheguei praticamente morto no 3º PC (KM 140 de prova), comecei a ter cãimbras e estava a um passo de desistir, mas com que a motivação da Adriana Sousa, Sandro Consolo e Josianne Momberg, consegui encontrar forcar para os 60 kms finais.  

Ah e esses 60 kms finais foi sofrido, o sol continuava a nos castigar, nesse momento da prova eu já não conseguia comer e pedalar ao mesmo tempo, foi quando eu pedi para a Adriana que eu precisava fazer um descanso, paramos no km 170, ao deitar na grama, eu não queria levantar mais hahaha, mas com a Adriana chamando para voltar, eu pensei agora, so faltam 30km, vamos pedalar como se fosse a última vez... e deu certo, mesmo com todas as dores conseguimos concluir a prova com 12h e 7 minutos, chegamos com 1h e 23 minutos para o tempo limite.

Fazer essa prova foi sem dúvida meu maior desafio físico e psicológico, as dores me perseguiram por dias, mas nada paga a sensação de terminar os 200km, realmente olhando agora vejo como é loucura pedalar 200km seguidos, mas claro que valeu muito a pena!

Eu agradeco muito a Dri, Sandro e Josi, vocês foram demais! Sem a motivação final de vocês eu não sei se iria conseguir!

Foto: Ana Claudia da Silva

Alguns números retirados do site Audax SP (link https://audaxsp.wordpress.com/2017/02/22/resultados-oficiais-brevet-200-brevet-300-desafio-120-boituva-180217/).

  • No Brevet 200, dos 196 inscritos 178 largaram, sendo que tivemos 160 (89,9%) que completaram o percurso dentro do tempo limite de 13h30min.
  • No Brevet 300, dos 73 inscritos 65 largaram, sendo que tivemos 59 (90,7%) que completaram o percurso dentro do tempo limite de 20h.
  • No Desafio 120 foram 37 inscritos e 32 largaram, sendo que tivemos 26 (81,2%) que completaram o percurso dentro do tempo limite de 8h.  
 Reabastecendo. Foto: Josianne Momberg
 

Alguns números meus:

  • 1 Red Bull
  • 1.2L de Coca Cola
  • 5.5L de água
  • 1.8L de Gatorade
  • 1 banana
  • 1 bananinha
  • 3 goiabinhas
  • 2 Cupnudles
  • 1 latinha de atum
  • 3 gelzinhos de carboidrato
  • 3 paçocas
  • Vários melzinhos
Eu no final da prova. Foto Josianne Momberg

 

Log in

create an account